QUEM É ELE?
Diorman Luiz Werneck é fashion designer, pós graduado em comunicação e marketing em mídias digitais, blogueiro desde 2006 por um feliz acidente do destino, adora conversar com as pessoas, ouvir historias e dar conselhos. Viciado em series, café, e como deu pra perceber fala demais!

@canseideserpop

09/09/2013

Beyoncé traz para o BH a turnê The Mrs. Carter Show World Tour


XYZ LIVE apresenta mais uma vez a diva pop em quatro apresentações exclusivas! Beyoncé fará shows únicos em São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Fortaleza
“Uma verdadeira masterclass de performance!  Duas horas de edificante escapismo”Will Hodgkinson, The Times, UK
“O espetáculo lembra uma cerimônia de adoração a uma deusa, e a experiência de assistir Beyoncé é única, eletrizando a todos com sua potência vocal ”
Bernadette McNulty, The Daily Telegraph, UK

Uma das maiores divas da música mundial, Beyoncé retorna ao Brasil após o sucesso da turnê brasileira de “I Am… Tour” em 2010, para quatro apresentações no Brasil, além da participação no Rock In Rio. Os fãs de São Paulo (cujo show  fará parte do projeto Live Music Rocks), Belo HorizonteBrasília eFortaleza podem se preparar para receber a diva pop em grande estilo, que apresenta a turnê “The Mrs. Carter Show World Tour”, em mais uma realização da XYZ LIVE.
As apresentações brasileiras acontecerão no dia 8 de setembro em Fortaleza, na Arena Castelão (vendas a partir de 11 de julho), dia 11 de setembro em Belo Horizonte, no Estádio do Mineirão (vendas a partir de 20 de julho), no dia 15 de setembro em São Paulo, no Estádio do Morumbi (vendas a partir do dia 29 de junho), e no dia 17 de setembro em Brasília, no Estádio Nacional (vendas a partir de 3 de julho). Os ingressos serão vendidos pela livepass.com.br.
“The Mrs Carter Show World Tour” estrelando Beyoncé, a maior turnê mundial de 2013, com seus efeitos especiais explosivos e intricado jogo de luzes, é um triunfo artístico da artista e seu mais ambicioso projeto, especialmente concebido para grandes arenas e estádios. Para assistir um trailer deste show espetacular filmado na perna européia da turnê, clique em http://bit.ly/BeyonceTrailer
“The Mrs Carter Show World Tour”
Repleto de dançarinos, hits para emocionar e agitar o público, além do notório talento vocal de Beyoncé, o show é também uma oportunidade imperdível de assistir ao vivo à performance da norte-americana que não para de acumular recordes e marcas históricas na música pop. ”The Mrs. Carter Show World Tour” é a terceira turnê da estrela internacional e é uma referência ao marido da cantora, Shawn Corey Carter, o famoso rapper Jay-Z.
O espetáculo, que já passou pela Europa e pelos Estados Unidos, é considerado espetacular e impecável aos olhos dos críticos internacionais e teve lotação esgotada em todas as apresentações. Depois de anunciada o início da venda de ingressos, tanto nos Estados Unidos quanto na Europa, vários shows já tinham sido esgotados em questão de minutos, quebrando recordes de venda em diversas arenas.
Para o show, mais de 800 dançarinos fizeram o teste, de onde a própria Beyoncé escolheu o seleto grupo de bailarinos que a acompanha na turnê. Para as danças, a estrela volta a contar com o coreógrafo Frank Gatson, também responsável por “Single Ladies”. Durante as performances, a cantora será apoiada pela banda Suga Mama, composto por 10 mulheres, além das três backing vocals The Mamas.
No setlist da turnê, sucessos como “Run the Worlds (Girls)”, “End of Time”, “If I Were a Boy”, “Diva”, “Naughty Girl”, “Love on Top”, “Irreplaceable”, “Crazy in Love”, “Singles Ladies”, e “Halo” já estão confirmados. Com mais de 118 milhões de discos vendidos e 17 prêmios Grammy no currículo, o espetáculo de Beyoncé promete ser, mais uma vez,  inesquecível! Para informações sobre venda de ingressos e locais dos shows, confira a parte de “serviço” ao final do texto.
A Diva Beyoncé
Beyoncé é filha de Mathew Knowles, produtor musical, e Tina Beyince, figurinista e estilista. Foi educada na escola St. Mary’s Elementary School, onde cursou dança, incluindo balé e jazz. Seu talento vocal foi descoberto quando seu instrutor de dança começou a cantarolar uma música e ela acabou acertando as notas altas. Mesmo sendo tímida, começou a participar de vários shows de talentos na escola. Aos sete anos, ganhou um prêmio de mérito escolar pela versão de “Imagine” de John Lennon, em um show de talentos. Foi mencionada no jornal Houston Chronicle como candidata da região para o prêmio de artes The Sammy. Na igreja, era solista do coro e, com nove anos, Kelly Rowland e ela fizeram um teste para um grupo de meninas chamado Girl’s Tyme. Nesta época, o pai da cantora, que trabalhava como vendedor de equipamentos médicos, deixou o trabalho para dedicar-se inteiramente à carreira da filha.
Em 1993, Beyoncé, Kelly, LaTavia Roberson e LeToya Luckett criaram o Destiny’s Child, que se apresentava em vários eventos locais. Após quatro anos na estrada, ao final de 1997, assinou contrato com a Columbia Records e nesse mesmo ano gravaram a sua primeira música de trabalho “Killing Time”, que entrou para a trilha sonora do filme MIB – Homens de preto, de 1997. No ano seguinte, o grupo lançou o seu primeiro álbum “Destiny’s Child”, que trouxe o primeiro grande sucesso do grupo “No, No, No”.
O segundo álbum, “The Writing’s on the Wall” de 1999, fez o grupo estourar, com vários sucessos como “Bills, Bills, Bills”, “Jumpin’ Jumpin’” e “Say My Name”. Em 1999, LaTavia e LeToya deixaram o grupo e em fevereiro de 2000, o vídeo de “Say My Name” foi lançado com duas novas integrantes: Michelle WilliamsFarrah Franklin, que deixaria o grupo menos de um ano depois. Apesar das mudanças, o Destiny’s não deixou de fazer sucesso e lançou outro grande hit, “Jumpin’ Jumpin”. Seu segundo álbum chegou a vender mais de 8 milhões de cópias.
Em 2001, o terceiro álbum, “Survivor”, foi lançado — o primeiro do grupo a atingir o primeiro lugar na Billboard – e incluía o hit “Bootylicious”, que também alcançou o primeiro lugar das paradas da Billboard. Com ele, ganharam vários prêmios como o Grammy de “Melhor Álbum de R&B” e “Melhor Performace de R&B de Dupla ou Grupo“. No final daquele mesmo ano, elas lançaram um álbum de natal “8 Days of Christmas” e logo depois o grupo anunciou que se separaria para que cada integrante trabalhasse em sua carreira solo. Depois de três anos separadas, juntaram-se para lançar “Destiny Fulfilled”, que atingiu o número dois na Billboard. Juntas fizeram ainda uma turnê mundial, mas logo depois anunciaram o final definitivo do grupo. Em 2005, lançaram “Number 1′s”, uma coletânea com todos os hits e três músicas inéditas e, em março de 2006, ganharam uma estrela na Calçada da Fama como o grupo feminino que mais vendeu discos em todos os tempos.
Em 2003, Beyoncé lançou o seu primeiro álbum de estúdio em carreira solo, “Dangerously in Love”, que ganhou um prêmio Soul Train Music Awards na categoria “Best R&B/Soul Album – Female”. Em 2004, a cantora receberia seis indicações ao Grammy Awards, vencendo cinco categorias. O primeiro single do álbum, “Crazy in Love”, ganhou prêmios importantes como o ASCAP, BET Awards e vários prêmios daMTV. Em 2006, Beyoncé lançou o seu segundo álbum de estúdio, “B’Day”, também premiado com oGrammy. Um álbum ao vivo com um show dessa turnê foi gravado: “The Beyoncé Experience: Live”.
Em 2006, Beyoncé deu força à sua carreira cinematográfica ao co-estrelar o filme “A Pantera Cor-de-Rosa”, ao lado do ator Steve Martin. Em 2005, ganhou um dos principais papéis no filme “Dreamgirls”, baseado na história do grupo The Supremes, de Diana Ross. O filme foi lançado em dezembro de 2006 eBeyoncé gravou várias músicas para a trilha sonora, incluindo “Listen”. Em 14 de dezembro do mesmo ano, foi indicada para duas categorias no Globo de Ouro: “Melhor atriz em um filme, comédia ou musical” e “Melhor canção original” pela canção “Listen”. Em 2008, interpretou a cantora de blues Etta James, no filme “Cadillac Records”.
No World Music Awards de 2008, Beyoncé foi homenageada com um prêmio pela sua contribuição para as artes. O Salão da Fama e Museu do Rock and Roll colocaram seu primeiro álbum solo “Dangerously in Love” na lista dos 200 melhores álbuns da história da música. Em 2007, Beyoncé foi ainda eleita pela revista People a artista mais bem vestida do ano. No mesmo ano foi capa da edição de banho da Sports Illustrated, tornando-se a primeira mulher “não-modelo” e “não-atleta” a estampar a capa da revista.
O terceiro álbum solo de Beyoncé, “I Am… Sasha Fierce”, foi lançado em 2008. Em 2009, ela foi eleita amulher do ano pela revista Billboard e ganhou o prêmio de “Favorite Female Artist for Soul/R&B” no American Music Awards. Em 2009, para divulgar esse álbum, a cantora fez sua terceira turnê solo “I Am… Tour”, que também passou pelo Brasil.
Em 2010, Beyoncé foi a artista que mais recebeu indicações ao Grammy, sendo premiada em seis categorias e se tornou a artista feminina que mais recebeu prêmios em apenas uma edição da premiação. No mesmo ano a estrela internacional produziu seu quarto álbum de estúdio, chamado de “4”, lançado em 2011. Em uma entrevista a revista Billboard, Beyoncé explica porque o numeral como título para o álbum: “É o dia do meu aniversário, do aniversário da minha mãe e vários amigos meus também fazem aniversário nessa data. Além disso, eu me casei no dia 4. Eu tinha outros nomes em mente, mas parece que meus fãs gostaram desse”.
Em 2011, o álbum “4” estreou em primeiro lugar nas paradas Top 200 da Billboard, por vender na primeira semana mais de 300 mil cópias. Após confirmar sua gravidez durante a cerimônia do MTV Video Music Awards, em 2011, Beyoncé entrou para o Guiness, Livro dos Recordes, ao receber mais de 8860 tweet sobre a sua gravidez.
Em 2012, a diva pop deu luz a sua primeira filha, Blue Ivy, em Nova York, e tirou o ano para se dedicar a maternidade. Neste, realizada com a vida pessoal, a cantora garante estar pronta para a segunda etapa, que começou em fevereiro com sua apresentação no Super Bowl XLVII e acelera com a turnê Mrs. Carter Show World Tour.
Cansei de Ser Pop | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS