Com texto de Alessandro Toller, direção de Gonzaga Pedrosa, peça tem interpretação de Carlos Colabone e Clóvis Gonçalves.

Um homem fica horrorizado com sua imagem refletida no espelho. Ao lado de outro homem, cria diferentes histórias que oferecem novas ficções para sua existência soberbamente individualizada.

Peça livremente inspirada em contos de Guimarães Rosa,Reflexo Guimarães com texto de Alessandro Toller, concepção e direção de Gonzaga Pedrosa e interpretação dos atores Carlos Colabone e Clóvis Goncalves, estreia dia 18 de outubro, sexta-feira, às 21 horas, no Instituto Cultural Capobianco para temporada até 15 de dezembro, de quinta a domingo.


O diretor Gonzaga Pedrosa estava pesquisando sobre “identidade” para uma futura trilogia e foi convidado para criar um espetáculo para o projeto Quem Conta um Ponto Aumenta um Conto, contemplado pelo Prêmio Zé Renato de Fomento ao Teatro.

Teve carta branca para montar a equipe de criação e, a partir da entrada do dramaturgo Alessandro Toller, ambos se debruçaram sobre o desafio de trabalhar com contos de João Guimarães Rosa.

“Concordamos que O Espelho, considerado por alguns especialistas como um ensaio,seria a nossa “vereda”,e, de repente, a ideia da pesquisa e o conto fizeram sentido. A partir daí, fomos desvelando um Guimarães possível”, revela Gonzaga.



“Elaboramos uma dramaturgia a partir da relação com contos do Guimarães Rosa”. “Inspiramos-nos livremente em quatro deles:A Benfazeja, Famigerado, Sorôco, sua mãe, sua filha e O Espelho”, conta Toller.

SERVIÇO

Reflexo Guimarães – Livremente inspirado na obra de Guimarães Rosa
De 18 de outubro até 15 de dezembro de 2019
Sessões de quinta a sábado às 21 horas; domingo às 19 horas.
Ensaios abertos dias 12 e 13 de outubro.
Ingressos: A partir de R$ 10,00 meia entrada

Fotos: Heloisa Bortz 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.