Entrevista: Fizemos Um Rolê!

outubro 04, 2018

Donos do instagram mais "Rolezeiro" de São Paulo e de um estilo muito único, conheçam Gabi Almeida e um pouquinho do Cesar Postais, o casal por trás do FIZEMOS UM ROLÊ!


O que é que acontece quando você junta uma publicitária e um arquiteto apaixonados por arte, cultura e acima de tudo São Paulo? 

Nasce um dos projetos mais legais e funcionais da cidade. Se você achou que eles estavam muito longe da gente, fica tranquilo que é só pegar o seu celular, abrir o Instagram e seguir o @fizemosumrole e se deliciar com uma São Paulo que nem eu conhecia.  

Em uma conversa leve e descontraída em uma famosa cafeteria na Bela Vista em São Paulo, Gabriela Almeida - cocriadora do Projeto “Fizemos Um Rolê” junto com seu namorado Cesar Antonio, nos contou um pouco da sua história e como surgiu esse projeto que cada dia vem conquistando mais seguidores. 

CSP: Como surgiu o “Fizemos Um Rolê” ? Tudo começou com o “Fizemos Um Blog”, né? 

FUR: Na verdade, nós nunca pensamos “vamos criar o Fizemos Um Rolê!” A gente já fazia os “rolês” e cada um postava nas suas redes sociais. Eu postava nas minhas, o Cesar postava nas dele e isso já gerava um engajamento e muitas pessoas falavam “Nossa, eu me inspiro muito no seu Instagram para dar rolês em São Paulo. Façam um blog, façam um blog!” 
Nós pensamos  “vamos fazer um blog” só que, com o tempo, percebemos que não era um blog e sim uma página no Face. 

Aí criamos o Insta porque, na época, era o que estava bombando e como social mídia a gente vai vendo para onde vai migrando. Só que no Insta não ficava legal o nome “Fizemos Um Blog”, aí falei com o Cesar que precisávamos mudar esse nome e ele falou em mantermos a palavra  “Fizemos” - nisso surgiu o “Fizemos Um Rolê”. Porque é o que a gente faz: “rolês”. 

CSP: Tenho acompanhado a página e vejo que vocês tem feito rolês por outros estados. Vocês pretendem expandir os roles a nível nacional? 

FUR: Sim, a gente quer expandir sim. Já até começamos a fazer isso de forma despretensiosa, né? A gente já foi pra Brasília e vamos agora no feriado (07/09) para Curitiba. 

CSP: Você e o Cesar começaram a namorar antes ou depois do projeto? Vocês não são dois amigos que resolveram fazer um projeto?  

FUR: Não, nós somos namorados e já namorávamos antes do “Fizemos” nascer.

CSP: A proposta inicial sempre foi o Insta? 

FUR: Não! Começou pelo Face, ai fomos para o Insta e as pessoas começaram a pedir o canal no Youtube. Só que isso demanda muito mais esforço. O Cesar, tudo o que ele pega ele faz bem, então falei: “é com você então essa edição de vídeo porque eu não sou muito boa nisso não”. Só que como ele não edita vídeos, isso acaba tomando muito tempo dele. Às vezes demora 3 a 4 dias pra ficar pronto. 



CSP: A ideia surgiu com você ou com o Cesar? 

FUR: Surgiu com os dois, pois antes da gente namorar a gente não dava rolês. Eu era bem mais caseira; quando eu saía era com minha mãe. Aí quando comecei a namorar com o Cesar a gente queria dar uns rolês juntos.

CSP: Vocês imaginavam que o projeto ia crescer tanto? 

FUR: Não, a gente não imaginava que ia crescer. Estamos em um momento de ascensão. Na verdade, nós começamos querendo compartilhar com nossos amigos e a gente sentia  que tinha um engajamento legal, mas eu disse que minha meta para 2018 era fazer o “Fizemos Um Rolê” acontecer. Porque o projeto estava meio engavetado, tinha mais ou menos um ano que não mexia nele...

CSP: Esse ano cresceu muito a página né? 

FUR: Sim! Eu comecei o ano comemorando mil seguidores. Agora já estamos caminhando para 10k!

CSP: Como foi aparecer no podcast Milkshake Chamado Wanda?

FUR: Foi muito louco! Depois do Wanda houve um bum! Eu dormia e quando acordava tinha mil seguidores a mais. Meu Deus do Céu! 

CSP: Vocês aparecerem no Wanda foi um acidente ou vocês mandaram pra ele? 

FUR: Na verdade, eu sigo o Samir no Insta e tinha postado uma foto com “busão” escrito “Sam’s Word” ou “Sam’s Bus”. A,i um dia ele fez um Stories falando que estava em um museu com um amigo dele fazendo um “rolê” e eu pensei: é agora que eu vou falar com ele sobre o “Fizemos Um Rolê”! Ai mandei uma mensagem no direct pra ele dizendo - olha, aproveitando que você está dando rolês por São Paulo eu tenho um projeto com meu namorado que chama “Fizemos Um Rolê”. Aí ele seguiu, acho que ele indicou para o amigo dele que também nos seguiu aí eu pensei “ai meu Deus” 

Depois ele respondeu - Nossa! O projeto de vocês é incrível! Eu vou colocar vocês no “interessanteney”. Ai eu pirei! Só que a gente nunca tem noção da proporção que isso toma ou quantas pessoas escutam. Na quinta-feira em que o episódio saiu eu já acordei e fui ouvi-lo, fui pulando até chegar no “interessanteney”.



CSP: Vocês não são apenas uma página no Instagram que dão dicas.  Tem um olhar fotográfico muito bom. Quem é o dono desse olhar? 

FUR:  É o Cesar! Eu sou muito vidrada em fotos, mas quem tem o olhar mesmo é o Cesar. Eu me achava boa, mas ai ele apareceu e eu percebi que ele é bom mesmo. O problema é quando ele pede para eu tirar uma foto igual a dele e a dele é sempre melhor. 

CSP: Quando você expõe sua imagem na internet, você está sujeito a ter pessoas que vão te odiar pelo simples fato de você estar ali fazendo algo. Como você lida com os “haters”? 

FUR: Eu sou muito de boa com isso, mas meu ascendente é Áries, então... eu adoro uma tretinha! O Cesar é um apaziguador.   

CSP: A um tempo atrás houve uma “treta” na questão dos adesivos que vocês colocam nos lugares que vocês visitam. Até que ponto isso te incomodou? 

FUR: Então, a ideia do adesivo é minha, mas quando a gente decidiu usá-lo o Cesar já me chamou e fizemos uma pequena reunião entre a gente e ficou combinado que não iríamos colar em lugares que as pessoas poderiam reclamar como por exemplo em ponto de ônibus, placas públicas e tal. Nós temos um bom senso. Quando as pessoas começaram a reclamar eu já fiquei louca! “O que? Essa ideia foi minha!” Aí vem o Cesar: Gabriela, calma, no FUR seja mais paciente, profissional. No meu perfil pessoal eu sou mais estourada e tal, mas no perfil do “Fizemos Um Rolê” eu tento ser o mais profissional possível. 

CSP: Do momento que surgiu a ideia até surgir o FUR  quanto tempo levou? 

FUR: Foi rápido! Eu sou muito imediatista. Então, assim, a gente criou no dia e já foi criando arte, a página e tal. Mas assim, obviamente que desde o “Fizemos Um Blog” até o “Fizemos Um Rolê” demandou tempo e esforço. Eu estudava ainda e o Cesar estava na Faculdade de Arquitetura, então eram muitas coisas paralelas. Ainda é, se eu tivesse mais tempo eu me dedicaria mais.

CSP: Do “Fizemos Um Blog” até hoje no “Fizemos Um Rolê”, o que você pode dizer que mudou? 

FUR: A dedicação. Antes era uma coisa mais casual mesmo, hoje já é uma coisa mais profissional, não que a gente não goste, a gente adora!. Eu super me empolgo. 

CSP: Eu tenho medo do dia que vocês decidirem fazer um rolê chamado NETFLIX. 

FUR: Meu Deus! Será? (Risos) 

CSP: Você recebem as dicas direto das pessoas ou alguma assessoria de imprensa manda isso?  

FUR: A gente nunca recebeu de assessoria de imprensa. Eu gostaria muito de receber, mas ainda não recebo. Só que eu mesma e o Cesar é quem pesquisamos. 


CSP: Vocês arcam com todos os gastos dos rolês? 

FUR: Sim! A gente, claro, sempre pensa em rolês o mais barato possível e é legal que a galera super se interessa por isso. Só que a gente também faz os rolês pensando na gente. E quanto aos outros Estados, a gente vai tentando diversificar, mas sempre olhando o preço. Brasília é barato pra chegar, Rio de Janeiro é aqui do lado, Ouro Preto foi fácil. Meu sonho é ir pra Salvador, mas a passagem é caríssima para o Nordeste.
  
CSP: Vocês pretende desenvolver um site para vocês? 

FUR: Sim! A gente está pensando nisso, mas queremos desenvolver com amigos. Pois lá (no site) seria uma coisa mais completa.

CSP: Você pretendem alimentar mais o Youtube?  

FUR: Sim, sim! Quero muito! A gente até pensou agora com o IGTV crescendo, se não era melhor migrar para o IGTV , onde a gente já tem um público, mas o Youtube é o Youtube.  
Só que isso são passinhos bem pequenos. A gente ainda está chegando aos 200 inscritos.

Gostou desse post? Deixa seu comentário, compartilhe com os amigos, e siga-nos nas redes sociais e vá no instagram desse casal lindo! Tenho certeza que seus rolês nunca mais serão os mesmos.


Por: Diorman Werneck
Revisão: Carla Espindola
Fotos: Vanessa Moura

VOCÊ PODE GOSTAR

0 comentários

CURTA NO FACEBOOK

SEGUIDORES