CRÔNICA

O que aprendemos com o desafio da puberdade?

O Sr. Facebook sempre com esses desafios estranhos! 


Outro dia abri o facebook e percebi que todo mundo estava postando umas fotos horrorosas e ao lado outra bonita – ou mais ou menos. Quando vejo na legenda a hashtag #DesafioDaPuberdade. Logo de cara pensei que seria só mais uma modinha da rede social mais “polêmica” dessa imensidão chamada Web. 

 
Olhei mais um pouco e fui percebendo que cada hora que atualizava a time line mais pessoas iam aderindo aquela brincadeira virtual e por fim os artistas começaram a participar também. 
 
Sei que sou chato com redes sociais, por exemplo: 
 
– Acho que o instagram é pra foto – Uso o storie só porque é preciso se atualizar.
– O twitter tem que ter apenas 140 caracteres. 
Linkedin foi feito para falar da sua vida profissional.
– O famoso Tumbl sempre achei que era pra farofa mesmo.
– O gigante da web o Facebook deveria ser o lugar de juntar os amigos.
Isso é uma coisa que tenho comigo chamada “medo das mudanças”. 

LEIA TAMBÉM: Uma história sobre o tempo e algumas coisas


Enquanto estou aqui escrevendo, tenho certeza que mais umas centenas de pessoas postaram suas fotos usando a hashtag #DesafioDaPuberdade. Só aqui já apareceu duas vezes.
 
Por fim, depois de analisar aqueles dezenas de fotos percebi que tinha algo em comum entre a maioria delas. As pessoas sempre estavam mais bonitas nas fotos atuais do que nas fotos da adolescência. Só de pensar nisso já me passam milhares de teorias na cabeça. Mas agora vou focar só em uma. 

O tempo tem sido bom com a gente né? 

 
Como não sou bobo nem nada fiz meu #DesafioDaPuberdade também e olhando pras minhas fotos percebi que reclamamos de envelhecer, mas no fundo a gente devia agradecer! Olha, não sei que santo milagroso é esse, mas se alguém souber comenta aqui que vou mandar uma oferenda pra ele. 


Obrigado santo senhor TEMPO!

Por: Diorman Werneck
Foto: Adobe/Arquivo pessoal
 
 
  

Fui em Roraima nascer, em Minas Gerais crescer e em São Paulo ser alguém, sou designer de moda, pós graduado em comunicação e marketing em mídias digitais por formação, blogueiro desde 2006 por um feliz acidente do destino, viciado em café, adoro conversar, ouvir historias e dar conselhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: