O Coala Festival reuniu no último fim de semana (06 e 07/09), grandes nomes da velha guarda e da nova geração da musica brasileira.

Já em sua sexta edição o festival reuniu nomes como Elba Ramalho, Ney Matogrosso, Duda Beat, Baianasystem e Djonga que tiveram como cenário a arquitetura de Oscar Niemeyer.


O público em sua maioria jovens, lotaram o Memorial Da América Latina e mesmo com o sol quente não perderam o fôlego. Cantaram e dançaram em dias de shows.

Leia também: Restaurante Al Janiah, sofre ataque fascista no centro de São Paulo.

Destaque para os shows dos pernambucanos Duda Beat e Mestre Anderson Miguel, ambos com performances bem diferenciadas no pela presença de palco e pelo estilo musical genuinamente brasileiro.

Em tempos de “americanização”, ouvir nossa musica mais tradicional sendo entoada em meio aos brados de “censura nunca mais” foi revigorante.

Já os veteranos dos palcos brasileiros Ney Matogrosso e Elba Ramalho, impressionam com uma energia jovial e suas músicas atemporais, a geração que virou o milênio, não decepcionou no coro e nem no estilo autêntico de se vestir.

Por fim, São Paulo conseguiu reunir os amantes da musica nacional em um fim de semana memorável, consciente, politizado e musica boa.

Por: Diorman Werneck
Fotos: Reprodução/@coalafestival

One thought on “Coala Festival foi marcado por grandes apresentações e protestos contra a censura”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.